Menu ×

Notícias / Liderança

IBM deve preparar mais de 370 mil estudantes para profissões do futuro

E está trabalhando com mais de 300 universidades e outras 400 instituições de ensino

Redação - 22/10/2018 - 13:50:03

Crédito: Banco de Imagens
A IBM anunciou hoje que está trabalhando com mais de 300 universidades e outras 400 instituições de ensino, por toda a América Latina, para apoiar o desenvolvimento de habilidades consideradas necessárias para a nova era da transformação digital. Uma pesquisa da IBM* aponta que, hoje, 60% dos executivos se esforçam para manter as capacidades da sua força de trabalho atualizadas e relevantes frente ao rápido avanço da tecnologia.
 
De acordo com o IDC, a América Latina deve lidar com uma carência de mais de 550 mil professionais de TI em 2019, principalmente em vagas relacionadas a novas tecnologias – como cloud, segurança, networking etc. O impacto dessas tecnologias na indústria e na economia faz com que seja preciso acelerar a forma como as pessoas aprendem e desenvolvem as habilidades necessárias para que elas se adaptem ao mercado. Para isso, também deve-se realizar um trabalho junto às instituições de ensino, incorporando o desenvolvimento e o uso dessas novas tecnologias ao currículo acadêmico.
 
Universidades como Tecnológico de Monterrey e UNAM (México), Universidad de los Andes (Colômbia), FIAP e Saint Paul (Brasil), Universidad Tecnológica Nacional e ITBA (Argentina), Universidad Andrés Bello (Chile) e UTEC (Peru) são algumas das instituições que fazem parte desse programa para democratizar o acesso à tecnologia. Nos últimos dois anos, mais de 370 mil estudantes tiveram acesso a essa iniciativa, com um ensino focado em novas tecnologias e modelos de educação personalizados. Tais programas complementam o aprendizado dos estudantes e os preparam para as demandas de trabalho do futuro.
 
"Acreditamos firmemente que o sucesso das empresas na transição para a economia digital é absolutamente dependente não só da adoção de novas tecnologias em seus modelos de negócios, mas também da capacidade de desenvolver uma cultura de aprendizado contínuo para gerar uma vantagem competitiva sustentável na região", diz Ana Paula Assis, Presidente da IBM América Latina. "A adoção da mudança de habilidades é um fato.
 
A questão é o quão rápida e profundamente somos capazes de conduzir essa evolução – trabalhando como um ecossistema estendido, composto por empresas privadas, instituições de ensino e entidades públicas – para evitar a escassez de talentos e um impacto sobre nossos profissionais, sociedades e economias".
 
Por meio de diversos programas desenvolvidos em conjunto com algumas das universidades e escolas mais prestigiadas da região, que incorporam tecnologias como Inteligência Artificial, Cloud, Blockchain e cibersegurança – entre outras – no currículo educativo, a IBM busca aumentar as competências de professores e alunos para ajudar a desenvolver a próxima geração de profissionais.
 
Iniciativas Acadêmicas
 
Este programa tem o objetivo de colaborar com as instituições de ensino para auxiliar a criação de aulas que potencializem as habilidades dos estudantes, focadas em tecnologia na nuvem e inteligência artificial. Mais de 400 universidades na América Latina já estão inscritas neste programa. Com a Universidad de los Andes, por exemplo, nos unimos ao projeto "Metade de Carreira", voltado para estudantes de Engenharia de Sistemas e Computação. Nele, os alunos criam soluções tecnológicas para resolver desafios reais, com o apoio de mentores de negócios.
 
Projetos Tripla Hélice
 
Esta iniciativa conta com a colaboração de três instituições: uma universidade, uma empresa privada líder em sua área de atuação e a IBM. Aqui, o objetivo é aproximar os estudantes da aprendizagem de novas tecnologias, assim como das empresas que contam com demanda de trabalho nessas áreas. No México, em conjunto com o Tecnológico de Monterrey e o Banorte, os estudantes de Engenheira de Sistemas Computacionais do TEC desenvolveram um Sistema de Controle de Identidade que utilizou tecnologia Blockchain da IBM Cloud para resolver um desafio lançado pelo banco.
 
IBM Digital Edu
 
O objetivo deste programa é entregar educação gratuita em grande escala usando para isso vídeos curtos sobre Inteligência Artificial, Blockchain, Internet das Coisas, Cloud, Data Science e Agile. Com isso, cria-se um canal digital de comunicação entre o ecossistema educacional e a IBM, no qual os visitantes podem conhecer a oferta de educação no idioma local e sem custos. Hoje, este programa já está disponível no Brasil. Acesse neste link.
 
Cidadania Corporativa
 
Os diversos programas de Cidadania Corporativa trazem conteúdo da IBM à educação pública, acadêmica e de terceiro grau com a finalidade de capacitar o ecossistema educacional. Funcionários da IBM trabalham de forma voluntária para prestar consultoria e levar seus conhecimentos e habilidades a professores e estudantes com o objetivo de diminuir a distância entre a educação tradicional e as necessidades de aprendizagem do Século 21.
 
Startup with IBM
 
O Startup With IBM é um programa que visa apoiar empreendedores e startups através de acesso a infra e serviços na IBM Cloud, que podem chegar até 120 mil dólares por ano. Na Argentina, por exemplo, em parceria com a IAE, a IBM patrocina o programa WISE para mulheres empreendedoras nas em carreiras de STEM. A IBM também está colaborando com o Centro de Entrepreneurship da Universidad de San Andrés, e abrimos abriu um espaço de Inovação no ITBA. Na Universidad de Palermo, também este ano, foi iniciada a quarta edição do Innovation Lab com estudantes de Desenho. Enquanto isso, no Brasil, diversas startups já fazem parte do programa. A Estante Mágica, por exemplo, utiliza intelegência artificial em seu portal de educação que visa estimular a leitura, a escrita e o engajamento de jovens e crianças às atividades pedagógicas. 
 
Hackatruck
 
Realizado no Brasil desde 2014, o Hackatruck é um projeto de educação da IBM que roda o país para capacitar estudantes de cursos relacionados à tecnologia da informação. O caminhão itinerante já percorreu mais de 48.000 km e permitiu que cerca de quatro mil alunos tivessem acesso às aulas e aos workshops oferecidos pelo programa. Neste ano, a iniciativa deve passar por 11 universidades brasileiras e ajudar os alunos a desenvolverem projetos relacionados a Internet das Coisas (IoT). O curso oferecido pela IBM é gratuito e tem 120 horas de carga horária, distribuídas ao longo de seis semanas.
 
*Por IBM Institute for Business Value: "Facing the Storm- Navigating the global skills crisis"

Faça seu Download

Nesta área você encontra o nosso diretório de parceiros de negócios com relatórios, pesquisas, vídeos e estudos de caso para que você possa alcançá-los para obter informações adicionais sobre os produtos e serviços que ajude a você na tomada de decisão.

Para receber o download, por favor, preencha apenas na primeira vez os seus dados e qualificação e receba imediatamente o material para leitura.

Listar todos os arquivos